Associação Beneficente Cantinho da Meimei

O que é adoção?

Adoção é um ato jurídico que cria, entre duas pessoas, uma relação análoga, que resulta da paternidade e filiação legítima, mas a adoção não é um simples ato jurídico, é um ato de amor. A adoção de menores de 18 anos está prevista no Estatuto da Criança e do adolescente Lei 8.069/90 de 13 de 07 de 1990, que cuida dos interesses dos menores, desassistidos ou não, sem qualquer distinção. Existe um número imenso de crianças sem uma família aguardando que alguém as acolha. Só que elas não são, em sua maioria, bebês recém nascidos com o estereotipo que a mídia coloca como padrão de bebês, de cabelos loiros e cacheados, olhos claros, etc. São crianças, cujas características físicas são únicas, por assim dizer, pois não existem crianças iguais em todos os aspectos.
O processo de adoção parece com a gravidez. Talvez demore mais que os nove meses, com um tempo bem mais elástico pois depende de algumas particularidades. Mas acreditamos que assim como a gravidez o casal que queira adotar uma criança quando dá entrada nos papéis em um Fórum para adotar uma criança começa a criar um laço amoroso com o futuro filho. São meses, as vezes anos, mas quando chega a criança é uma imensa alegria. E apesar de todos os cuidados, corre-se o risco de existirem problemas de saúde, desajustes, entre muitos. A família toda precisará de um tempo de adaptação à nova situação. O casal não pode ter medo de enfrentar os problemas. Não é porque é que filho adotado que terão facilidades na educação.Histórias de filhos-problema não são privilégios de pais adotantes. Filhos naturais também fazem manha, desobedecem, envolvem-se com drogas, são rebeldes, ingratos. A adoção transforma a vida de uma criança, e o adotante deve se compenetrar da grande responsabilidade que está assumindo e que essa situação é para sempre.
O maior requisito para adotar uma criança, é a disponibilidade de amar. Ser pai ou mãe não é só gerar, é antes de tudo, amar. Mais de 400 crianças já passaram nas dependências do Cantinho Meimei. É muito gratificante reencontrá-las quando nos visitam e podemos ver o quanto estão evoluídas e preparadas para o futuro.

Amem os órfãos

“Meus irmãos amem os órfãos. Se soubésseis quanto é triste ser só e abandonado, sobretudo na infância! Deus permite que haja órfãos, para exortarmos a servir-lhes de pais. Que divina caridade amparar uma pobre criaturinha abandonada, evitar que sofra fome e frio.” Alan Kardec

Quer adotar?

O Cantinho Meimei desenvolveu um roteiro, passo a passo, com os procedimentos que as famílias interessadas em adotar uma criança devem seguir.
Para acessá-lo, clique aqui Para saber mais acesse:
http://www.adocaobrasil.com.br
http://adotesejafeliz.wordpress.com/
Se ainda persistir alguma dúvida, ligue nos fones acima e fale com nossa assitente social.

Adoção um ato de coragem...

Vamos transcrever uma parte da reportagem para um jornal que envolveu nossa assistente social e amiga Sonia. É uma linda história cheia de amor, que começou no Cantinho e que felizmente pudemos acompanhar pois ela continua a trabalhar conosco. Ela adora o que faz e seu dia a dia que é voltado para o amparo aos futuros pais e às crianças que serão adotadas. É um exemplo de dedicação, amor, coragem e despojamento, raro nos dias de hoje. Mãe da Rosangela desde os dois anos e meio. É bom que se diga que apesar dela estar em nosso meio, jamais houve uma única regalia e o processo de adoção foi igual ou senão mais rigoroso que os demais. A Sonia, tem uma família de 6 irmãos, sendo que o mais novo é adotado e sempre foi muito amado por toda família. Segundo palavras dela, “É muito difícil colocar em palavras a alegria em que se transformou nossa vida depois da chegada da Rô, digo nossa vida, pois meu marido também compartilha comigo dessa experiência maravilhosa. Criança é vida, é movimento, é amor. O amor que recebo dela é imenso e vice-versa. Sempre digo: “Minha filha não nasceu de mim, mas nasceu para mim””! Essa pequena que está uma linda moça, irá cursar o primeiro ano de Faculdade. É por causa desses fatos que sentimos motivados a levar esse projeto em frente.